Não me sirvo dentro de mim!


Parei um pouco de me ser, me ser sincera, de me ser justa , de me servir em mim.
Estou apertada aqui dentro desse corpo, não me entro mais, não me sirvo.
Não me caibo, nem por fora, nem por dentro. 
Quem me vê não me reconhece! Quem me conhece realmente nunca me vê!
Ando míope, o espelho é cego assim como eu, nós nem somos mas nós.
Erro nas palavras, no português, logo eu que só sabia isso, escrever.
Quem me procura nas palavras não acha, nem a escritora, nem o faz de conta.
Me perco facilmente, me perco todos os dias, não me acho com tantos eus dentro de mim.
Estou lotada, contaminada, sou aquilo que não se pode mais ser.
Estou suja de tantas fases e faces,de mim, que nunca se encontra, se perde.
Não me sirvo, não me calço, não me acho.
Queria as vezes não ser tão minha.


(Ouvindo: The Pretty Reckless)

Ariela Venâncio. Tecnologia do Blogger.

Agora, Aqui !

--------------

"Publicar um texto é um jeito educado de dizer “me empresta seu peito porque a dor não está cabendo só no meu.”

(Tati Bernardi)



De encontro.

Os Viciosos do Circulo.

- Siga-me por email