Seu coração em minha mãos.

Agora relembro.
Éramos felizes.
Eu fingia, você também.
Me fazia tão bem aquela enorme mentira.
Mas a única verdade era essa.
Nosso amor foi longo, bonito e mentiroso
Eu queria voltar, bagunçar seu cabelo
Te amar no fim do dia, no começo da estrada
Te xingar quando brigávamos
Lhe passar a mão nos olhos, para acreditar
Eram realmente de verdade
Te acolher no colo quando você chorava
Te segurando para não fugir, não me abandonar
Te encher de frases feitas
Quando eu lia algum livro, triste mas realmente bonito
Você me escutava com a cabeça em meus ombros
Você me amava com seu coração em minha mãos.
Mas eu ainda continuava mentido
Mentido para não machucar seu coração.

1 Rabiscos de Outros:

Akaí Enawenê-Nawê 1:23 AM  

Hey, achei teu blog por acaso...Estou gostando do que estou lendo.Me vejo em muitas coisas por aqui.
Beijo!
=D

Postar um comentário

Ariela Venâncio. Tecnologia do Blogger.

Agora, Aqui !

--------------

"Publicar um texto é um jeito educado de dizer “me empresta seu peito porque a dor não está cabendo só no meu.”

(Tati Bernardi)



De encontro.

Os Viciosos do Circulo.

- Siga-me por email