Somos uma tristeza inteira!

Eu quero colo, preciso de colo as vezes.
De que alguém venha, me puxe pelo braço e me leve para dançar, para beber um vinho, talvez, ou ao menos para fumarmos um cigarro. Eu quero vento quero algo tocando na pele, quero respirações fortes.

Precisava só um pouco mais de mim, as vezes um pouco menos de você... Mas isso não iria funcionar, de certo eu precise um pouco mais de mim, com muito mais de você. As vezes eu só queria que você me olha-se de volta nós olhos, me carrega-se no colo enquanto eu me derramava em dor, aquelas dores que só quem ama, um dia sentiu, dó de nós, felizes somos nós, mas só somos uma tristeza inteira. Porque a nós a felicidade nunca é plena, é ligeira, traiçoeira.

Eu queria um colo, porque eu não posso ter o mundo inteiro.
Não posso mas ter o seu amor por completo, eu sempre te vejo o dividindo com alguém.
Eu deveria realmente engolir todas essas lagrimas, mas é que elas que andam me engolindo.

Se torna as vezes impossível prende-lá... As vezes eu preciso segura-lá de uma forma, que acabo sorrindo. Mas o que eu mais queria fazer era chorar, mas eu não sou assim, eu não choro na frente das pessoas.
Só mesmo vocês os fortes.

Sinto tanto, peço tantas desculpas, por erros meus que são tão seus.
Meus crimes, já foram todos pagos. Todas as minha vidas foram acabadas... Toda a minha escrita  foi perdida, eu lhe dei tudo, lhe entreguei o meu mundo.

Eu só queria um pouco mais de carinho, eu só queria carinho de mais.


(Ouvindo: Foo Fighters - Best Of You)

0 Rabiscos de Outros:

Postar um comentário

Ariela Venâncio. Tecnologia do Blogger.

Agora, Aqui !

--------------

"Publicar um texto é um jeito educado de dizer “me empresta seu peito porque a dor não está cabendo só no meu.”

(Tati Bernardi)



De encontro.

Os Viciosos do Circulo.

- Siga-me por email