Meu sonho.


Parei as águas do meu sonho para teu rosto se mirar.
Mas só a sombra dos meus olhos ficou por cima, a procurar...
Os pássaros da madrugada não têm coragem de cantar,
vendo o meu sonho interminável e a esperança do meu olhar.
Procurei-te em vão pela terra,perto do céu, por sobre o mar.
Se não chegas nem pelo sonho,por que insisto em te imaginar ?
Quando vierem fechar meus olhos,talvez não se deixem fechar.
Talvez pensem que o tempo volta,e que vens, se o tempo voltar.




Cecília Meireles

0 Rabiscos de Outros:

Postar um comentário

Ariela Venâncio. Tecnologia do Blogger.

Agora, Aqui !

--------------

"Publicar um texto é um jeito educado de dizer “me empresta seu peito porque a dor não está cabendo só no meu.”

(Tati Bernardi)



De encontro.

Os Viciosos do Circulo.

- Siga-me por email