Sentado nas estaçoes



''Havia ali um homem sentado desesperado até, chorava de amor pela falta.


Nos seus olhos eu via medo, medo de estar sozinho e ninguém ligar, havia ido em festas e beijado todas as bocas idiotas que haviam lá, e talvez tenha perdido a que ele mais queira beijar.


Percebe o quanto ele se lamentava pela falta, havia marcas no olhar. Ele ruía as unhas alguém ali ele devia esperar, ele ainda chorava e mesmo assim o olhar mudava, mudava como cada estação do ano, ele pareceria sorrir e chorar. E estava feliz, apesar das magoas ele estava feliz, acho que ele lembrou de como é amar''.

0 Rabiscos de Outros:

Postar um comentário

Ariela Venâncio. Tecnologia do Blogger.

Agora, Aqui !

--------------

"Publicar um texto é um jeito educado de dizer “me empresta seu peito porque a dor não está cabendo só no meu.”

(Tati Bernardi)



De encontro.

Os Viciosos do Circulo.

- Siga-me por email