Fujo.

Só percebo que estou sem amigos, quando chega o mês do meu aniversário.

Quando arrumo a festa e só os poucos chegam, os único que aturam meu mau humor.
Quando tento sair no domingo e ninguém me liga.
Quando não quero beber, quero apenas conversar encostada em algum bar.
Eu sei, sou egoísta, grossa, e pouco sinto.
Mas na verdade eu sinto, mas que qualquer um outro.
A vezes só tenho medo de ser abandonada então fujo e abandono antes.

Percebo que meu medo e viver só, mas o problema que já estou só.


- Ouvindo: (Cazuza)

0 Rabiscos de Outros:

Postar um comentário

Ariela Venâncio. Tecnologia do Blogger.

Agora, Aqui !

--------------

"Publicar um texto é um jeito educado de dizer “me empresta seu peito porque a dor não está cabendo só no meu.”

(Tati Bernardi)



De encontro.

Os Viciosos do Circulo.

- Siga-me por email